Napa Valley e região

A região de Napa é famosa pelos vinhos e vinícolas. Pela sua proximidade de São Francisco, é incluída no roteiro de muitos brasileiros que visitam a Califórnia. Para os apreciadores de vinho, é uma experiência que deve ser incluída no passeio.

Sonoma, Calistoga e Napa estão entre as principais cidades da região. A área central da cidade de Napa (foto abaixo) em si é charmosa, mas o restante da cidade não tem o mesmo charme. As plantações de uva se extendem de Napa até Calistoga (praticamente 50 quilometros) com incontáveis vinícolas. São literalmente mais de 500 opções de vinícolas para escolher na região.

alt

Você pode conferir uma lista de vinícolas da região clicando aqui.

Há algum tempo atrás a maioria dos tastings (provar os vinhos das vinícolas) era gratuito, mas hoje em dia são poucas as vinícolas que oferecem o serviço sem custo. A maioria cobra uma taxa (que varia significativamente de uma para outra) e em alguns casos a taxa é removida após a compra de um determinado número de garrafas. Vale a pena conferir o site das vinícolas que você deseja visitar para saber mais a respeito.

A colheita das uvas na Califórnia é feita entre o meio de Agosto e Outubro. Do fim de outono ao fim do inverno (Novembro a Fevereiro) as videiras parecem apenas galhos secos. Portanto, para ter a experiência completa do processo de produção de vinho, é interessante visitar a região entre Agosto e Outubro. A primavera também é uma época interessante para visitação: entre Março e Maio a natureza floresce em sua majestosa beleza.

São tantas opções! onde ir e o que fazer?

A sua escolha de quais vinícolas visitar (já que não dá para ir em todas), vai depender das suas preferências. Caso você seja um apaixonado por vinhos, possivelmente você irá querer incluir as vinícolas que produzem os vinhos que você aprecia (e descobrir que eles são bem mais baratos na Califórnia do que no Brasil). Lembre-se de checar se a vinícola é aberta ao público ou se é necessário agendar um dia e horário para visita.

Mapas das vinícolas da região podem ser conferidos clicando aqui (site em inglês).

Não importa quanto heterogêneo é o seu grupo, ou quanto grande é o seu interesse (ou conhecimento) em vinhos, nós temos algumas sugestões de locais para visitar na região, e de atividades a considerar:

1) O Castelo

alt

É para o Castello di Amorosa que a maioria dos turistas vai, já que esssa vinícola tem um diferencial em relação a todas as outras: o formato de castelo. Os vinhos produzidos por eles também só são vendidos lá, e o custo-benefício é interessante: a entrada "comum" custa 25 dólares com o direito a provar 5 vinhos da lista de produção do grupo. Além da opção de entrada "comum", há opção para crianças (com suco de uva), vinhos especiais, tours particulares, pairing com chocolate ou queijos. Tudo isso por um custo adicional. O local também é sede de diversos eventos ao longo do ano, como bailes de máscaras. O grupo tem vinhos de excelente qualidade.

alt

alt

alt

2) Alexander Valley Vineyards

Incluímos essa vinícola em nosso roteiro pois ela é uma das poucas que ainda oferece tastings gratuitos: às 11 da manhã e às duas da tarde. Além da prova de diversos vinhos produzidos pela vinícola, ainda há um bônus: uma visita guiada às "cavernas" onde são estocados os barris, e o tasting de um dos vinhos retirado diretamente do barril. Os vinhos produzidos aqui também são muito bons.

alt

alt

3) O poderoso chefão

Há uma vinícola dedicada à Francis Ford Coppola. O local conta com um pequeno museu, e piscinas (é necessário fazer reserva e pagar uma taxa adicional para desfrutar das piscinas). São oferecidos diversos vinhos para tasting, que podem ser gratuitos ou não, dependendo do pacote e da época do ano. Confira no site o que está sendo oferecido antes de incluir a visita no seu roteiro (nós não checamos o site antes de visitar essa vinícola, e acabamos não experimentando nenhum vinho as duas vezes que estivemos lá). Da mesma forma que o Castelo, essa vinícola oferece as mais diversas "experiências", com um custo adicional. Tende a ser um local cheio: para uma experiência mais exclusiva e romântica pode não ser a sua melhor opção.

alt

4) Galerias de arte

Algumas vinícolas da região tem também galerias de arte para tornar a sua experiência ainda mais interessante. Uma dessas vinícolas é a The Hess Colection. A galeria é aberta ao público, gratuita e sem necessidade de reserva. Para experimentar quatro vinhos do grupo o custo é de 20 dólares por pessoa. Quando visitamos também pudemos conferir um pouco mais sobre o local em um tour guiado gratuito pela vinícola.

5) Andar de limusine

Limusines são bastante comuns na região, e se o seu grupo é grande, disposto a gastar, com intenção de provar muitos vinhos e sem um "motorista da vez", essa pode ser uma alternativa inusitada de transporte. Inúmeras empresas atuam na região.

6) Passeio de trem

Para quem está disposto a gastar um pouco mais, diversos passeios de trem pelas vinícolas do Napa Valley estão disponíveis por valores em torno de 200 dólares por pessoa, incluindo refeições, vinhos e tratamento especial. Mais informações você encontra clicando aqui.

7) Spas e resorts

A região de Napa Valley conta com inúmeros hotéis de alto luxo e spas, para quem quer um tratamento de primeira qualidade. Todas as vezes que visitamos Napa Valley, fomos e voltamos em um mesmo dia, mas, para quem deseja visitar a região com calma, vale a pena conferir as incontáveis opções de estadia com antecedência. Durante a semana e/ou fora da temporada, os preços são consideravelmente menores na grande maioria dos locais.

8) Segway tour

Sabe aquele patinete motorizado que os seguranças de shopping center usam no Brasil? É possível conhecer a região de Napa de cima de um desses. Também há tours de bicicleta para aqueles com perfil mais esportista.

9) Geyser

Na região de Calistoga é possível visitar um Geyser (aquele buraco do qual água fervente é jorrada a intervalos irregulares de tempo). Infelizmente, o valor é um pouco salgado para o tamanho da atração: 14 dólares para apreciar e fotografar esse fenômeno natural, desfrutar da área de picnic e de uma pequena (e charmosa) fazenda de cabras.

alt

alt

10) Gôndola na Sterling Vineyards

Essa é uma vinícola que conhecemos recentemente (veja o nosso post mais recente clicando aqui), com várias recomendações favoráveis. Uma gôndola leva os visitantes para a área da vinícola e o valor da admissão (29 dólares por adulto maior de 21 anos) inclúi não só o passeio e as vistas panorâmicas como também um tasting dos vinhos do momento. Por adicionais 10 dólares por pessoa, uma visita exclusiva à coleção de arte particular também é inclusa.

11) Junho lilás

Junho é a época em que a lavanda floresce na região, e os campos onde a planta cresce tornam-se lilás. Um dos lugares recomendados para visitação nessa época é Matanzas Creek Winery, a 50 minutos da cidade de Napa. Alguns locais abrem as portas para visitação somente durante alguns dias nessa época do ano, como Sonoma Lavander e os campos do Harms Vineyards.

12) Passeios de balão

Para quem está disposto a gastar "um pouco" a mais, é possível encontrar na região passeios de balão. Não é muito indicado para quem não é chegado em aventuras nas alturas (como eu). O que eu conferi nesse site custa em torno de 350 dólares por pessoa. Outro grupo que oferece diversos pacotes incluindo passeios de balão tem preços a partir de 215 dólares por pessoa.

13) Um pouco de história em Sonoma

Para quem gosta de história e museus, a cidade de Sonoma possui atrações históricas a um preço acessível (menos de cinco dólares por pessoa, para visitar todos os locais citados abaixo). Próximo da praça central da cidade (Sonoma's Plaza) fica localizado o parque histórico estadual (Sonoma State Historic Park) com diversas atrações históricas: Mission San Francisco Solano, Blue Wing Inn, Sonoma Barracks, Toscano Hotel, Servants Quarters (La Casa Grande) e Vallejo's Home (a casa de Vallejo). Em alguns desses locais são feitos tours durante os finais de semana. Atrás do Hotel Toscano há um estacionamento gratuito, caso seja difícil encontrar vagas nas ruas do centro.

Na praça central há um monumento comemorando a libertação da Califórnia e hasteamento da bandeira com o urso que é hoje o símbolo do estado:
alt

alt

Em volta da praça há muitas opções de restaurantes e locais para degustar vinhos, além de lojas:
alt

A prefeitura fica no centro da praça:
alt

E alguns dos prédios históricos e central para visitantes, nos arredores:
alt

14) Chateau Montelena Winery

Das 13 vinícolas que meus pais visitaram em 2 dias na região de Napa (provavelmente batendo o recorde de mais vinícolas visitadas no menor tempo), Montelena foi uma das duas que eles me indicaram para adcionar na lista do nosso site, por conta da bela arquitetura e jardins ao redor da propriedade:

alt

alt

alt

alt

15) Cline Family Cellars

A vinícola da família Cline foi outra indicação dos meus pais, pois tem um museu com maquetes que contam um pouco da história da Califórnia:

alt

alt

alt

Mais informações sobre Napa e região aqui.