Nevada e Tahoe no verão

Já comentamos sobre o Lago Tahoe em um post anterior, e hoje vamos comentar sobre um roteiro que inclui atividades de verão no Lago, e também passeios e atividades em Nevada, mais especificamente em Reno/ Sparks.

alt

Reno, apelidada "the biggest little city in the world" (a maior pequena cidade do mundo), é a terceira cidade mais populosa do estado de Nevada, e fica a aproximadamente 58 quilómetros de um dos nossos destinos preferidos: o Lago Tahoe. Reno é famosa pelos seus Cassinos, mas também há diversos eventos artísticos que acontecem na cidade.

alt

O roteiro do nosso passeio começou na área de Davis/ Sacramento (o que significa aproximadamente uma hora e meia, sem trânsito, para o leste de São Francisco). Para chegar ao Tahoe de carro, há duas opções: pelo norte (I-80) ou pelo sul (I-50). Como o nosso destino (Reno) ficava mais ao norte do Tahoe, fizemos o caminho seguindo pela I-80. A primeira parada foi em Auburn, uma pequena cidade a meia hora de distância de Sacramento, para almoçar. Downtown (o centro da cidade) é bem charmoso. Seguimos então para Truckee. Truckee é uma cidade de tamanho razoável, e é ali que a estrada divide, e quem quer seguir para Reno (nosso caso), continua na I-80, enquanto quem quer ir para o Tahoe segue para o Sul pela 89, chegando em Tahoe City.

Em Truckee nós fizemos uma parada para conhecer o lago Donner (Donner Lake). Há uma história bem interessante relacionada ao local, e um museu para explicar como o lago ganhou o seu nome. A única taxa cobrada é o estacionamento (10 dólares). Uma das atividades que podem ser feitas no lago é andar de caiaque, que pode ser alugado no local. Além disso, há uma trilha ao redor do lago, e local para piquenique e barbecue, além de uma loja de lembranças (gift shop).

alt

alt

alt

alt

alt

Com mais meia hora de viagem pela I-80, chegamos em Reno. Reno pode ser uma cidade para gostar ou odiar, vai depender das suas expectativas quando chegar aqui, e das atividades que deseja fazer. Ficamos hospedados em downtown (centro) e como não tínhamos mais nada planejado para o dia que chegamos, fizemos um passeio a pé pela cidade. Apesar de estar em Nevada, Reno pareceu para nós ter um pouco do ar "alternativo" que percebemos na Califórnia. Ao longo do Truckee river, o rio que passa próximo ao centro da cidade, nos deparamos com um evento beneficente para a orquesta da região, pessoas dançando ao som de tambores, obras de artes espalhadas pelos gramados, um casamento a beira do rio, e crianças e adultos se divertindo de bóia cross. O museu do automóvel fica nessa área também.

alt

alt

alt

O hotel em que nos hospedamos (Whitney Peak) é non-smoking (não fumantes) e non-gaming (sem cassino), no entanto, a entrada nos cassinos é livre, e tínhamos vários disponíveis, atravessando a rua. Para os esportistas, o hotel tem paredes de escalada, incluindo uma externa. Basicamente, dá para brincar de homem-aranha e escalar a parede externa do hotel.

alt

alt

Existem inúmeros Cassinos em Reno, e a impressão que tivemos é de que os menores estão perdendo espaço para os grandes Cassinos, que são em geral atrelados aos hotéis. Em Downtown, algumas opções são o Harrah's, Eldorado, Silver Legacy e Circus circus. Os últimos três são interligados, e uma vez dentro de um dos prédios, você pode passar de um para outro, e também para as torres dos quartos e estacionamento, sem ter que sair para a rua. Há restaurantes, algumas lojas e bares dentro dos Cassinos também. Alguns locais são restritos para adultos (maiores de 21 anos), mas há também opção de diversão para crianças. Algo a se levar em consideração é que é permitido fumar dentro dos Cassinos, então o ar é bem pesado nessas áreas. Algumas áreas dos prédios tem restrições, como por exemplo, locais com restaurantes.

alt

alt

Como um dólar se transformou em 5 dólares e 50 centavos, antes de perdermos outros 20 para as máquinas...
alt

Diversão até para as crianças:
alt

alt

Os Cassinos oferecem shows e eventos, e nós aproveitamos a estadia por aqui para ir em uma stand-up comedy, na Laugh Factory. O ingresso custou pouco mais de 20 dólares por pessoa. Eu não sou fã de comédias, mas me diverti demais! Certamente foi bem mais interessante do que eu estava esperando. Logicamente, o show vai depender do comediante, e apesar de termos tido muita sorte com o nosso (já que escolhemos o show pelo dia e não pelo ator), o comediante que abriu o show, antes da apresentação principal, foi muito fraco. Estávamos quase achando que rasgamos dólares até chegar o comediante principal.

Reno tem também hotéis cassinos mais afastados do centro, e hotéis spa para quem busca outro tipo de atividade. O spa Atlantis por exemplo, recebeu 4 estrelas pela revista Forbes. O hotel oferece diversos pacotes para aqueles interessados em relaxar durante a viagem.

A culinária em Reno também pode ser atrativa. Nós almoçamos em um restaurante japonês localizado dentro do Atlantis Cassino, um local com uma atmosfera agradável, vistas panorâmicas e ótimo custo benefício (o cardápio inclui a opção a la carte ou ilimitado). Para quem curte cervejas, o Ole Bridge Pub, na beira do rio, é uma boa opção. Esse bar serve somente cervejas e drinks, mas permite que você entre com alimentos (isso é bastante comum por aqui). Há restaurantes próximos, e nós pedimos uma pizza no restaurante ao lado.

alt

Em nosso segundo dia na região, dirigimos até o Tahoe para uma atividade que já estávamos querendo fazer fazia tempo: alcançar a ilha Fannette de caiaque. Essa pequena ilha é a única no lago Tahoe, e pode ser avistada da Emerald Bay, um dos locais mais fotografados do Tahoe. Não é possível nadar até a ilha, por conta das águas extremamente frias, além do tráfego de barcos motorizados no local. Na ilha ficam as ruínas da Tea House (casa de chá), contruída na década de 20 e que parece um castelinho quando observada através dos telescópios localizados em Emerald Bay. Para chegar até a ilha, é preciso estacionar o carro (uma tarefa complexa no verão, quando o movimento de turistas é alto) próximo de Vikingsholm e descer a pé aproximadamente 1,6 quilómetros até o local onde podem ser alugados os caiaques. Pagamos 35 dólares para o caiaque duplo, mais coletes salva-vidas, por uma hora, tempo mais que suficiente para ir e voltar da ilha. Nunca tinhamos andado de caiaque, mas não tivemos grandes problemas durante a atividade. Os barcos motorizados cruzando a área dão um pouco de medo, mas não vimos ninguém caindo dos caiaques. Quando os ventos são intensos na área (o que é bastante frequente), as atividades são suspensas por segurança, então é importante checar as condições antes de ir até o local, se a sua intenção é andar de caiaque.

A Fannette Island vista de cima:
alt

A Tea House, localizada na Fannette Island:
alt

As vistas do Tahoe são as mais bonitas!
alt

alt

alt

alt

Algumas pessoas até levaram o seu cachorro para andar de caiaque no Tahoe:
alt

alt

No dia da visita ao Tahoe fizemos um brunch (mistura de café-da-manhã com almoço) no Fire Sign Cafe, um local bastante agradável, porém bem cheio no verão (esperamos aproximadamente 10 minutos na fila de espera). Breakfast burrito é a opção que meu marido sempre escolhe para brunch, e eu procuro sempre por uma opção menor no cardápio. Para café-da-manhã nunca faltam ovos, salsinhas e bacon como opções.

Finalmente, antes de nos despedirmos de Reno passamos em um estande de tiro. Eu não tive coragem de atirar, mas meu marido aproveitou para descarregar 50 tiros no alvo pela primeira vez. Para quem quer aproveitar o passeio pelos EUA para aprender a atirar, no Reno guns and range é possível fazer isso de forma segura. Eles alugam todo o material necessário, e aulas estão disponíveis para aqueles que não tem ideia do que fazer. Meu marido não fez a aula (não é uma exigência), mas por sorte haviam pessoas para instruí-lo nos conceitos básicos. Eu só fiquei atrás do vidro a prova de balas observando.

alt

alt