Shasta

A origem

A região norte da Califórnia é pouco conhecida, e pouco explorada pelos turistas, mas também tem as suas belezas e atrações. São aproximadamente 5 horas de viagem (de carro) a partir de São Francisco, até a região do Shasta.

A nossa história começa de forma curiosa: com a garrafa de água da foto abaixo:

alt

O que essa garrafa tem de especial? Ela mostra o local de onde a água foi extraída:

alt

Por causa do nosso hábito (ou mania?) de ler os rótulos dos produtos, notamos essa pequena informação indicando o Monte Shasta como o local onde a água foi extraída. Até aí nada de mais. Até o dia que eu ouvi: "Quero ir nesse lugar". "Que lugar?", foi a minha resposta, seguido de: "Nada a ver, isso é uma montanha sem nada em volta, não deve ter acesso, e vai fazer o que lá?". Mas claro, só de curiosa, eu fui pesquisar a respeito do Monte Shasta. E descobri que há, sim, locais interessantes para visitar nessa região, incluindo a montanha.

alt

E a partir daí começou a ser montado nosso roteiro. Visitamos o local no inverno, mas temos a intenção de voltar no futuro para conferir mais atrações. Abaixo listamos locais para visitar na região do Shasta:

Monte Shasta: esqui

O Monte Shasta é um vulcão adormecido, ou seja, pode entrar em erupção em algum momento no futuro. É uma montanha tão alta (~4300 m) que pode ser vista a uma distância considerável, se destacando em relação à paisagem ao seu redor.

Durante o inverno, há uma estação de esqui operando (caso haja neve suficiente): Mount Shasta Ski Park. Para mais informações e dicas sobre esqui na Califórnia, em especial para iniciantes, não deixe de conferir o nosso post sobre o assunto clicando aqui.

Filmamos o vídeo abaixo na área de treinamento da estação de esqui do Shasta:

Cavernas

alt

Além da montanha e da opção de esqui, a região do Shasta também conta com cavernas naturais, que podem ser visitadas, como Lake Shasta Caverns National Natural Landmark.

alt

Esse local é de fácil acesso, a pouco mais de 25 quilometros de Redding. O passeio que inclui a travessia do lago em um barco, o acesso em um ônibus até a entrada da caverna e a visita guiada às cavernas custa em torno de 26 dólares por pessoa, com desconto para crianças. Quando visitamos o local no inverno (fora da alta temporada), não tivemos problemas com filas e atrasos, mas durante a alta temporada é recomendado chegar com antecedência e, caso seja possível, optar pelo tour da manhã que tende a ser mais vazio. Não é necessário levar nada de especial para o passeio: a recomendação é usar sapatos fechados pois o chão pode estar lamacento em alguns locais. Uma garrafa de água pode ser útil também: são vários lances de escada para subir e descer enquanto você visita as cavernas. O ingresso pode ser comprado lá mesmo, ou pela internet, e há uma loja com lembranças da região para quem gosta de levar "lembrancinhas" de volta para o Brasil.

As cavernas foram formadas a mais de 250 milhões de anos, e descobertas oficialmente em 1878. Em 1964 as cavernas foram transformadas em atração turística.

Existem outras cavernas na região, para quem tem um espírito mais aventureiro, como a Pluto's cave e a Shastina Lava Cave. Não estivemos nesses locais, maiores informações podem ser encontradas aqui e aqui.

Lake Shasta

O lago Shasta é um dos maiores reservatórios de água da Califórnia, criado após a construção de uma represa sobre o rio Sacramento, o maior rio do estado, que corre até a sua capital.

A represa (Shasta dam), que serve a diversos propósitos que incluem a produção de eletricidade, pode ser visitada. O tour é gratuito e acontece todos os dias em diversos horários. Infelizmente não pudemos fazer a visita pois o elevador de acesso estava em manutenção quando estivemos no Shasta. Independentemente, a vista do topo da represa compensa o desvio de rota. O local não é difícil de acessar e é próximo de Redding. Há áreas para piquenique próximas à represa.

alt

Cachoeiras

A região do Shasta conta com inúmeras cachoeiras e trilhas. Em geral o final da primavera/ início do verão é a melhor época para visitar cachoeiras.

McCloud River – Lower, Middle and Upper Falls: Essas três cachoeiras são próximas umas das outras, as trilhas são acessíveis, há espaço para estacionar e banheiros.

McArthur-Burney Falls: Considerada uma das mais bonitas da região.

Hedge Creek Falls: menor e menos imponente, mas de fácil acesso.

Trilhas e escalada

De Junho a Outubro (ou até a neve cair) há diversas opções de trilhas nessa região. Pode ser necessário pagar uma taxa para acessar determinadas áreas. Alguns dos locais mais populares são:

Trilhas fáceis: John Everitt Vista Point, Panther Meadow Loop
Trilhas médias: Old Ski Bowl Trail, McCloud River
Trilhas longas: Bunny Flat Trail, Sand Flat Trail, Grey Butte Trail, Squaw Meadows Trail

Turtle Bay e Sundial Bridge

Em Redding, uma das atrações disponíveis é o Turtle Bay exploration park. A entrada custa em torno de 16 dólares por pessoa, com descontos para crianças e em determinados dias do mês. O local conta com um museu, jardins temáticos, e um pequeno zoológico.

Cidades: onde ficar?
Redding

Reeding é uma das maiores cidades da região, portanto pode ser uma opção interessante para se hospedar. O monte Shasta (e a estação de esqui) ficam a aproximadamente uma hora de viagem de Redding, e as cavernas ficam a 20-30 minutos de distância, ambos para o norte. Na cidade é possível encontrar todas as amenidades necessárias como restaurantes, supermercados, farmácias e hospitais, além de lojas como a Ross. Um pouco mais para o sul (15 a 20 minutos) fica o Shasta Outlet.

Mt Shasta e outros locais

Mt. Shasta também conta com opções de hospedagem, caso você deseje ficar mais perto da montanha e das cachoeiras. Outra opção é Dunsmuir.

Mais informações (em inglês) podem ser obtidas clicando aqui