São Francisco

São Francisco é um dos primeiros lugares incluídos na lista de viagem dos brasileiros que vão para a Califórnia (perdendo talvez para Los Angeles). São Francisco é, no geral, uma cidade bem bonita, com várias áreas verdes, se destacando o Golden Gate Park, pelo seu tamanho considerável bem no meio de uma das áreas mais valorizadas dos Estados Unidos.

A arquitetura de São Francisco é bastante peculiar, e muito característica da cidade. Vale a pena andar pelo menos um pouquinho pela cidade para apreciá-la. Mas prepare o fôlego: o que mais tem por aqui são ladeiras. Bom para quem dirige, já que os carros americanos são 99% com marcha automática. O trânsito, no entanto, não é dos melhores, e congestionamentos acontecem nos horários de pico (nada que não estejamos acostumados, vivendo no Brasil).

alt

alt

Nós visitamos a cidade inúmeras vezes, mas não nos hospedamos por aqui nenhuma delas, já que moramos pertinho da cidade. Em cada visita conhecemos um pouco mais os pontos turísticos, e enumeramos alguns deles abaixo, para você conferir na sua visita:

Pier 39 e Fisherman's Wharf

O PÍer 39 é sem dúvida o que chamamos de armadilha para turistas. É um local desenhado para atrair você, o seu dinheiro e o seu tempo. Vale a pena conhecer, porém. Uma das dicas é, caso você esteja dirigindo, escolher com cuidado onde vai estacionar. Os estacionamentos dessa área são super caros. Caso deseje passar bastante tempo na área, escolha um estacionamento um pouco mais afastado que cobre por período. Há vários próximos dos píers. Se o seu plano é ficar somente uma ou duas horas, o estacionamento do próprio píer 39 pode ser uma opção: eles dão desconto caso você consuma em um dos restaurantes do local. Também é possível conseguir duas horas grátis de estacionamento indo no [Welcome Center] (http://viagempelacalifornia.com/welcome-to-california/) do Píer 39.

O píer 39 tem toda a estrutura necessária para receber turistas, por isso em geral está cheio: lojas, restaurantes, banheiros públicos, shows, decoração especial durante eventos e feriados e até mesmo um Carrossel. Para almoçar por aqui é interessante chegar cedo ou fazer reserva antecipada.

alt

Uma das maiores atrações do Píer são os leões marinhos, um dos vários animais inusitados que você poderá encontrar aqui pela Califórnia.

alt

alt

Próximo daqui fica a Boudin Bakery, uma padaria que faz muito sucesso na região. Eles tem uma vitrine de onde é possível ver a produção dos pães, e também oferecem tours.

Aquarium of the Bay

Esse aquário fica localizado no Píer 39 e é bastante interessante, apesar da entrada cara (como é frequente em São Francisco: pouco mais de 20 dólares por pessoa). Há, porém os mais diversos pacotes incluindo essa atração, e pode compensar planejar antes para economizar.

Alcatraz

Na ilha de Alcatraz, visível do Píer 39 em São Francisco, está a ex-prisão que manteve atrás das grades alguns prisioneiros famosos entre a década de 30 e 60. O tour até a ilha é uma das atividades mais populares em São Francisco, e convém fazer reserva antecipada. São algumas horas de passeio, então separe esse tempo para isso caso deseje visitar o local. Nós optamos por não fazer o passeio (que custa em torno de 30 dólares por pessoa), mas nossos parentes e amigos gostaram da visita.

Golden Gate Park

A primeira vez que visitamos o parque caímos da armadilha para turistas: pagamos estacionamento, perdemos muito tempo em filas, pagamos caro na entrada do California Academy of Sciences (quase 30 dólares por pessoa!) e não pudemos aproveitar muito o local pois estava cheio. Na nossa segunda visita, aproveitamos para passear mais no parque: entramos (de carro) por um dos lados, dirigindo até um local mais ou menos próximo de onde estão os bisões. Ali foi fácil estacionar, e não pagamos nada. Andamos até os bisões, passeamos ao redor de um dos lagos onde estão os esquilos que posam para fotos, e fomos de carro até próximo do Jardim Japonês. Ali foi um pouco mais difícil de encontrar um lugar para estacionar, mas conseguimos a menos de 10 minutos a pé.

Os bisões estão entre os maiores animais nativos dos Estados Unidos. Quase extintos, em 1891 o primeiro bisão foi trazido para o Golden Gate Park, e hoje já são mais de 200 mil animais na américa do norte:
alt

alt

Em resumo, o parque é MUITO grande. São mais de 5 quilómetros de uma ponta a outra. Escolha o que você deseja ver e trace um plano de acordo. O GPS (Google maps) ajuda tanto para dirigir quanto para andar e não se perder pelo local. Se vista de acordo com o clima. Para quem gosta de praticar esportes, andar de bicicleta e correr, é uma ótima forma de conhecer o lugar.

A maioria dos pontos de interesse turisticos estão próximos uns dos outros (California Academy of Science, de Young Museum, Botanical Garden e Japanese Tea Garden). Todos cobram entrada (e não são muito baratos).

Passeando pelo jardim japonês:
alt

alt

alt

O que nós mais gostamos de fazer, porém, é explorar os lugares que visitamos: andar um pouco além do ponto turístico onde todo mundo vai e ver o que tem um pouco mais para frente. Em geral é onde achamos os lugares mais interessantes. No Golden Gate Park, me diverti mais fotografando os esquilos em uma curva da trilha próxima ao North Lake do que visitando o California Academy of Sciences. Vale a pena, depois de visitar os locais mais turísticos, ir passear no outro extremo do parque, e explorar algumas trilhas a redor dos vários lagos do local, por exemplo.

alt

alt

Golden Gate e Bay Bridge: as pontes

Construída na década de 30, a Golden Gate é um dos símbolos da cidade. Ligando São Francisco a Sausalito, ela pode ser vista de diversos locais da cidade, mas um dos melhores pontos para fotografá-la é do Fort point e proximidades. Ali há um pequeno estacionamento, e também um museu. Estacione seu carro na área e faça uma caminhada beirando o mar até Torpedo Wharf. Com sorte, o céu azul trará um fundo belíssimo para a ponte. A menos que seja verão, pode ser interessante carregar um casaco: São Francisco tem ventos fortes (e gelados!) em especial próximo do mar. Também há uma central de iformações aos visitantes (Golden Gate Bridge Welcome Center) na Golden Gate, com um espaço de estacionamento bastante limitado.

alt

alt

A outra ponte, que liga São Francisco a Oakland, menos famosa mas tanto (ou mais) imponente do que a Golden Gate é a Bay Bridge. De carro, é mais interessante entrar em São Francisco por ela do que sair, já que as pistas de saída seguem por baixo da ponte, e se perde parte da vista.

Ambas as pontes tem calçadas e ciclovias para que você possa desfrutar de um passeio não motorizado. Vários tours em ônibus de turismo também passam pela Golden Gate.

Fort Point

As fotos acima, da Golden Gate Bridge, foram tiradas próximo do estacionamento do Fort Point. Esse é um local que vale a pena visitar, pois além da vista privilegiada da Golden Gate, ainda conta com um museu.

Ah, e dá pra andar embaixo da Golden Gate:
alt

alt

alt

alt

alt

alt

Museu da família Walt Disney

Outro local indicado pelos meus pais, que gostaram bastante da visita. A entrada custa em torno de 20 dólares por pessoa.

alt

Cervejaria Anchor

Tanto meus pais quanto minha irmã visitaram esse local, e gostaram bastante do tour. É possível fazer a reserva para a visita até três meses antes pelo site. O tour custa 20 dólares. Não há estacionamento, a recomendação é pegar o transporte público ou opções alternativas como o Uber.

Vista da cidade: a Coit Tower

Essa torre fica localizada em um dos pontos mais altos da cidade, e encontramos por acaso. Depois de visitar o Pier 39 em um grupo de 12 pessoas, andamos a pé até a Levi's plaza (uma praça com uma loja da Levis, onde funciona um complexo de escritórios) e o nosso próximo destino era a Lombard street. Traçando a rota a pé no Google, o caminho sugerido pelo aplicativo passava ao lado de um local que parecia ser interessante. Como o Google maps em geral traça o caminho mais prático/rápido/eficiente, mas não sempre o mais interessante e turístico, eu desviei a rota para atravessar pelo meio do local com o desenho de uma torrezinha. Claro que eu não sabia nesse momento da quantidade de degraus que nos aguardava para chegar até o topo... O interessante é que algumas das casas pelo caminho parecem ter acesso somente pelas escadas. É bem diferente e "inusitado". Foi um ótimo exercício para o grupo, e descobrimos que lá de cima dá para ver as duas pontes de São Francisco.

Lombard street

A Lombard street é uma rua com um formato curioso que ficou famosa em São Francisco e virou foco dos turistas. O acesso à rua de carro é controlado, em especial quando o número de turistas é grande. Para virar uma armadilha de turistas, só faltam as lojas de lembrancinhas. Andar até lá pode ser um desafio, pois a rua está entre diversas ladeiras, típicas de São Francisco.

Exploratorium

O Exploratorium é um dos vários museus educativos de ciência espalhados pela Califórnia. Localizado no Pier 15, a entrada regular custa próximo de 30 dólares por pessoa. Pode ser interessante em especial para quem tem crianças ou para quem se interessa muito por ciência e acha divertido museus interativos.

Sausalito

Sausalito é uma cidade charmosa, próxima de São Francisco. Com tempo livre para passear, compensa estacionar em uma das ruas próximas da beira-mar, mas um pouco mais afastado do centro, e andar pela beira-mar para apreciar a beleza da vista de São Francisco à distância.

alt

alt

alt

Cable car museum

Esse local foi indicado pelos meus pais: o museu do cable car de São Francisco. Com entrada gratuita, nesse local é possível conhecer como operam os famosos bondes da cidade.

AT&T Park: baseball

Para os fãs do esporte, ou para aqueles que querem mergulhar um pouco mais na cultura americana, o AT&T Park tem frequentes jogos de baseball, e uma bonita vista da cidade. Os preços dos ingressos variam consideravelmente (de pouco mais do que 10 dólares até mais de 150) dependendo do local da arquibancada e do jogo/ oferta e demanda. Também é possível fazer tours no local (em torno de 20 dólares por pessoa).

Presidio e Palace of fine arts

Presidio é um parque em São Francisco, uma área muito bonita próxima da Golden Gate, dentro da qual se encontram algumas das atrações listadas aqui, como o museu do Walt Disney. Próximo de Presidio também está o Palace of fine arts, um teatro com uma arquitetura que chama a atenção à distância.

Legion of Honor, Sutro Baths e Camara Obscura

Esses locais ficam no extremo noroeste de São Francisco e estão na nossa lista de lugares para conhecer. Mais informações na página do museu, em inglês.

Andando por São Francisco

Se deslocar de carro em São Francisco é provavelmente a opção mais cara e estressante disponível. O transporte público é sempre uma opção, e os cable cars são os mais famosos entre os turistas. São três rotas que podem ser conferidas aqui.

alt

Como economizar em São Francisco

Em São Francisco, há na minha opinião, duas formas de economizar como turista: evitar os lugares e passeios caros, ou comprar pacotes que oferecem descontos. Em geral, nós procuramos a primeira opção, pois já conhecemos as principais e mais famosas atrações da cidade (que em geral, cobram as entradas mais caras). Os dois casos requerem um pouco de planejamento antecipado. Andar de carro, via de regra, vai ser mais caro do que usar um sistema alternativo de transporte (por causa dos estacionamentos).

Árvores gigantes pertinho de São Francisco

Ao visitar São Francisco, um dos locais para os amantes da natureza fica um pouco ao norte da Golden Gate Bridge. Para saber mais, é só seguir o nosso post sobre Muir Woods.

Roteiro de brasileiros passeando pela Califórnia (inclui São Francisco)

Quer mais sugestões de roteiros? Não deixe de conferir esse post também.